Show Less
Restricted access

Calvet de Magalhães: Pensamento e Acção

Isabel Maria Freitas Valente

O presente livro pretende evidenciar até que ponto o pensamento e a acção do Embaixador José Thomaz Calvet de Magalhães (1915–2004), pioneiro da chamada diplomacia económica e um dos protagonistas da nossa adesão à Europa, foram importantes nesse processo.
Visa-se, ainda, demonstrar que a procura de um caminho europeu para Portugal e de uma relação sólida com os Estados Unidos se constituiu como parte essencial da sua actividade diplomática e intelectual, como campo de aplicação do exercício da diplomacia pura. Neste quadro, não deixa de ser importante relevar que essa procura de uma certa abertura de Portugal à Europa e ao mundo ocorre, numa época e num país ainda marcados, na sua política externa e de segurança, pelo pensamento geopolítico atlantista ou pelo isolacionismo nacionalista.
Ao analisarmos a vida e obra deste diplomata descobrimos o sinete do liberalismo, do humanismo kantiano e da interculturalidade. Pensamento e voz que, ontem como hoje, continuam de viva actualidade, que souberam aliar a graça do estilo à elevação do seu ideal – a diplomacia como sinónimo de paz e o caminho euro-atlântico para Portugal. Calvet de Magalhães foi protagonizando a história da participação de Portugal nos movimentos europeus, sempre crítico em relação ao desinteresse manifestado pelos portugueses relativamente aos assuntos europeus, lastimando a hostilidade e a descrença das autoridades políticas.
Show Summary Details
Restricted access

Parte II – O Tempo e a Política

Extract

PARTE II

O Tempo e a Política

A ideia de uma Europa federal parece-me fora das possibilidades de realização por muitas razões; mas para já o que interessa salientar é que se começaria por tirar aos estados europeus uma das principais razões por que através dos tempos tanto se têm sacrificado em guerras – a garantia de os diferentes povos disporem de si mesmos.

Salazar, Discursos e Notas Política, vol. V, p. 332

Compreender o pensamento, a actividade e o contributo pró-europeu do Embaixador Calvet de Magalhães, diplomata de primeiro plano no antigo regime, é, como referimos na introdução, o objectivo central do presente trabalho.

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.