Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Reflexam sobre as Livrarias.

Extract



POR conta deste sitio ser delicioso, depois que os amigos tiveram noticia, que eu me tinha retirado para elle, alguns me vem fazer de quando em quando suas visitas, quando sam de mais cumprimento, là me agoniam, porque nam tenho todo o provimento, e petrechos necessarios para os hospedar com propriedade, e ceremonia, que he descomodo, que ordinariamente se experimenta no campo, e nem de repente se pòde ter tudo tam prompto como na Cidade; o que nam sucede com as pessoas de confianҫa, e de amizade particular, porque estas nam querem outro trato melhor, mais do que hum seja V.m. bem chegado, dito com bom coraҫam, e com bom animo.

[42] Entre os meus hospedes interpolados chegou os dias passados hum, ainda que nam de muita confiança, sim de bastante entendimento, que quanto a mim estes sam bons hospedes, porque ao menos recompensam o tratamento que se lhes faz, com a boa conversaçaõ, e com a boa doutrina com o que se nam vem a perder tudo: depois de o conduzir hum dia a ver varias quintas, em que se admira mais a industria para a conveniencia, que o bom gosto para a recreaçam, passamos por huma parte, onde tinha deixado hum homem dos principaes da terra, a seu filho huma grande, e copioza livraria, e como conhecia, que para elle nam era pequeno divertimento; lhe disse; ora jà que estamos aqui, quero que V.m. veja huma cousa de...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.