Show Less

Mio Cid e D. Sebastião

Construções de unidade e diferença nas literaturas ibéricas do século XX

Series:

Lydia Schmuck

Mio Cid e D. Sebastião são figuras centrais no discurso identitário da Península Ibérica. Sobretudo no século XX, marcado por transformações políticas, servem para tomar posição relativamente à situação nacional. O estudo investiga, de uma perspectiva ibérica, o recurso às figuras míticas nas literaturas espanhola e portuguesa do século XX. Exploram-se, por um lado, as construções mútuas de identidade e alteridade e, por outro, os temas que se discutem mediante estas figuras. Situada na intersecção dos Estudos Literários com a Sociologia, a análise centra-se na manifestação literária do discurso mitológico, na sua relação com outros temas e no seu posicionamento no contexto sociopolítico.

Prices

Show Summary Details
Restricted access

Agradecimentos

Extract

Este livro é a versão revista e actualizada da minha tese de doutoramento defen- dida na Universidade de Basileia. O trabalho de investigação foi realizado no âm- bito do projecto Contacto de culturas, conflito de culturas: construção e elaboração literária das relações hispano-portuguesas promovido pelo Fundo Nacional Suíço (FNS). Muitas pessoas contribuíram, cada uma à sua maneira, para o sucesso deste estudo. Sem elas a realização deste projecto não teria sido possível. Em primeiro lugar, queria expressar o meu particular agradecimento ao meu orientador Prof. Dr. Tobias Brandenberger. Por um lado, pelo constante inter- câmbio científico durante o trabalho de investigação e, por outro, por me ter pro- porcionado a possibilidade de elaborar este estudo no âmbito de um projecto e, portanto, num contexto interdisciplinar frutífero. Gostaria de expressar também o meu agradecimento ao co-orientador Prof. Dr. Harm den Boer, à minha ‘irmã doutora’ Elisabeth Hasse e aos igualmente importantes membros da equipa de projecto Rebecca Widmer e Javier Mendieta. Ademais, gostaria de agradecer aos colegas do Instituto de Iberoromanística, nomeadamente Rosa Sánchez, Manuela Cimeli, Manuela Cerezo e Sandra Car- rasco pelo intercâmbio tanto formal como informal e pela amizade, assim como aos colegas e amigos fora de Basileia, particularmente a Ana Lóio (de Lisboa), Marina Corrêa (de Viena) e Marén Schorch (de Bielefeld). Expresso também um particular agradecimento ao Prof. Dr. Henry Thorau por ter despertado o meu interesse...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.