Show Less
Restricted access

Dinâmicas Afro-Latinas

Língua(s) e História(s)

Edited By Juanito Ornelas de Avelar and Laura Álvarez López

A tentativa de compreender como nascem as variedades de uma língua não pode ser dissociada da investigação sobre os aspectos históricos que permeiam a emergência dessas variedades. Da mesma forma, estabelecer a história de uma comunidade requer a observação de elementos que participaram de sua constituição social, cultural, política, econômica etc., entre os quais a língua ocupa um lugar de destaque. Língua e história se entrelaçam: uma não existe sem a outra. Esta coletânea aborda temas que interessam ao estudo dos contatos entre africanos e europeus na América Latina e na África, focalizando aspectos históricos e linguísticos relacionados ao papel dos africanos e suas línguas na gênese de novas variedades do português e do espanhol.
Show Summary Details
Restricted access

Sobre a emergência das construções de tópico-sujeito no português brasileiro: mudança desencadeada por contato?

Extract



1. Introdução1

Desde o pioneiro trabalho de Eunice Pontes intitulado “O Tópico no Português do Brasil” (1987), diversos estudos têm investido na ideia de que a sintaxe do português brasileiro se distingue da do português europeu e demais línguas românicas por apresentar propriedades que tipologicamente se alinham entre as características das chamadas “línguas com proeminência de tópico” ou “orientadas ao discurso”, como o chinês e o japonês. Os debates atuais em torno dessas propriedades têm sido, em grande medida, norteados por estudos de base gerativista, que procuram formalizar as propriedades do português brasileiro à luz de diferentes desdobramentos da Teoria de Princípios e Parâmetros (vejam-se, dentre outros, os trabalhos de Galves 1998; Negrão 1999; Duarte e Kato 2008; Modesto 2008; Avelar e Galves 2011; Toniette 2013).

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.