Show Less
Restricted access

Construção de Identidade(s)

Globalização e Fronteiras

Series:

Edited By Ana Isabel Boura, Francisco Topa and Jorge Martins Ribeiro

Este volume debate o tema da construção de identidade(s), numa época em que fronteiras e globalização coexistem. Ao longo de onze capítulos, a questão é discutida de um ponto de vista pluridisciplinar, com abordagens provenientes do campo da ciência política, da história, dos estudos culturais, da geo-historiografia, dos estudos literários, da teoria e da didática da literatura, bem como da sociologia. O livro inclui uma segunda parte consagrada ao 2.º centenário das invasões francesas no norte de Portugal. Focando processos, personalidades e locais relevantes da História e da Cultura, esta obra procura ser um contributo cientificamente inovador, de leitura proveitosa tanto para especialistas, como para o grande público.
Show Summary Details
Restricted access

A identidade dos outros

Extract



1. Os Gregos e os outros

Quando [Dario] era rei da Pérsia, convocou os Gregos que estavam presentes na sua corte e perguntou-lhes o que é que eles queriam para comer os cadáveres dos seus pais. Responderam-lhe que não o fariam por dinheiro nenhum do mundo. Mais tarde, na presença dos Gregos, (…) perguntou a alguns Indianos (…) que de facto comiam os corpos dos seus familiares mortos, o que é que eles queriam para os queimar. Eles proferiram um grito de horror e proibiram-no de falar de tão terrível prática. Podemos ver por isto o que o hábito (…) pode fazer, e Píndaro, na minha opinião, tinha razão quando lhe chamava [ao hábito, ao costume] o «rei de tudo». (LEE, 2008: 8)

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.