Show Less
Restricted access

Construção de Identidade(s)

Globalização e Fronteiras

Series:

Ana Isabel Boura, Francisco Topa and Jorge Martins Ribeiro

Este volume debate o tema da construção de identidade(s), numa época em que fronteiras e globalização coexistem. Ao longo de onze capítulos, a questão é discutida de um ponto de vista pluridisciplinar, com abordagens provenientes do campo da ciência política, da história, dos estudos culturais, da geo-historiografia, dos estudos literários, da teoria e da didática da literatura, bem como da sociologia. O livro inclui uma segunda parte consagrada ao 2.º centenário das invasões francesas no norte de Portugal. Focando processos, personalidades e locais relevantes da História e da Cultura, esta obra procura ser um contributo cientificamente inovador, de leitura proveitosa tanto para especialistas, como para o grande público.
Show Summary Details
Restricted access

«Os homens definem-se por um itinerário»: a viagem como possibilidade de reconfiguração identitária em Amin Maalouf

Extract

← 110 | 111 → Maria José Carneiro Dias

Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti

«Os homens definem-se por um itinerário»:

a viagem como possibilidade de reconfiguração identitáriaem Amin Maalouf*

Falar de construção de identidades, de globalização e de fronteiras é falar de multi e de interculturalidade, realidades hoje mais do que evidentes, se não ainda completamente ao nível dos comportamentos e atitudes, pelo menos no esforço que algumas instituições têm vindo a desenvolver no estímulo à abertura ao outro e à partilha. Ora, a literatura, extravasando das fronteiras nacionais pelos imaginários que veicula e pela sua natureza de mediador simbólico entre o homem e o mundo, afigura-se como uma plataforma privilegiada de abrir ao diálogo intercultural e contribuir para a construção, em cada um de nós, de uma consciência de cidadania mais alargada, quando não universal, propiciando, pela multiplicidade de situações, cenários e caracteres em confronto, uma melhor compreensão do género humano e da sua contingência e condição neste nosso mundo turbulento e inquieto.

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.