Show Less
Restricted access

Vozes femininas de África

Poesia e Prosa

Series:

Edited By Anne Begenat-Neuschäfer and Flavio Quintale

A idea do presente volume nasceu durante o VIII Congresso de Lusitanistas da Alemanha, em 2009, em Munique, na seção intitulada Escritoras da África Lusófona. Este volume apresenta os primeiros resultados dos estudos desses discursos literários multi-facetados das autoras africanas de língua portuguesa. Uma introdução poética de Ana Mafalda Leite e uma entrevista de Ondjaki com Ana Paula Tavares completam os ensaios críticos deste volume.
The idea for the present volume arose at the 8th German Lusitanistentag in Munich in 2009, in a sub-session entitled Women Writers in Lusophone Africa. This volume presents a first assessment of the manifold forms of literary discourse of women writers from the Portuguese-speaking countries of Africa. The poetic introduction of Ana Mafalda Leite and the dialogue between Ondjaki and Ana Paula Tavares complete the critical appreciation of the work of creative writers.
Show Summary Details
Restricted access

A Poligamia no contexto urbano – Niketche de Paulina Chiziane, uma alegoría da dodernização?: Juri Jakob

Extract

Juri Jakob

Porqué nunca me falou dos feitiços de amor, mãe?- Por causa da religião, filha. Por causa da cidade.O teu pai é um homem de cidade e pouco ligou às tradições.Tinha os seus princípios e só falava português1.

Um livro que leva o subtítulo, Uma História de poligamia provoca, naturalmente, uma série de estudos desde as perspectivas da antropologia a da teoria dos gêneros, às vezes em combinação. Além da dificuldade geral de lidar com metodologias integradas na interseção de crítica literária e ciências sociais, orientações ideológicas costumam levar a leituras dedutivas e altamente seletivas – tão distorcionadas que tornam o texto quase obsoleto, mero pre-texto para uma produção panfletária que não pode ser considerada senão uma nova onda missionária neocolonialista.

Que tal se começassemos de uma vez a escutar? A escutar vozes que nos falam do difícil caminho de encontrar uma nova identidade individual num país em via de integração nacional, vozes que tratam, basicamente, os mesmos problemas de modernização e tradição, Europa e África, etc., que nem os do terceiro (e atualíssimo) volume da Trilogia cairota ou da Aventura ambígua. Só que numa ex-colônia portuguesa, de colonização tardia, de independência tardia, e de um nation-building atrapalhado pela guerra civil, com consequências ainda visíveis. E com...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.