Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Modo de desterrar os obstaculos que impedem a fazer bem ao proximo.

Extract



COnfesso na verdade que nam sei como me heide haver com os meus Leitores, porque tenho ouvido falar com tanta variedade nestes papeis, que dezejara a certar com o gosto de todos; idéa certamente nam so difficultoza, mas a meu ver impossivel; e jà me tivera deixado disto a nam considerar a verdade de huma maxima, que quando hum homem faz alguma coiza destas, que nam concorda com o gosto de huns, lá dará com o gosto de outros que aprovem, e quando al-[54]guns o aplaudirem sempre devo considerar tambem, para me nam desvanecer, que naõ hade faltar quem o dezaprove, e como isto he tam antigo no mundo, vou andando cem este trabalho porque por cauza de huns, nam percam os outros; diga mal quem o quizer dizer, pois se com justiça emtendem que o podem fazer do Anonymo, do que elle diz certamente o nam podem dizer, pelo cuidado que poem em instruir, e nam escandalizar. Suposto o humor malencolico, que hoje mais do ordinario, me predomina, hade ser o papel mais serio, e mais proveitozo que he o principal intento que levo; e hade ser sobre os obstaculos que embaraçam o homem a fazer bem, os quaes se devem vencer, e desterrar para se pôr no estado de ser util no mundo; e isto nam he de tam pouca utilidade como alguns com menos advertencia se podem persuadir.

Ainda que o humor interessado, e pouco communicativo esteja...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.