Show Less
Restricted access

A Angústia da Influência

Política, Cultura e Ciência nas relações da Alemanha com a Europa do Sul, 1933–1945

Series:

Edited By Fernando Clara and Cláudia Ninhos

Os ensaios reunidos neste volume reflectem sobre a angústia da influência que a Alemanha nacional-socialista sente na sua relação específica com os países da Europa do Sul com quem, à época, tem afinidades ideológicas manifestas (Itália, Espanha, Portugal). E fazem-no, num quadro disciplinar polifacetado onde convivem e interagem a política, a cultura e a ciência. Não se trata de analisar a propaganda nacional-socialista ou de reflectir sobre as suas estratégias discursivas e retóricas, mas sim de procurar compreender o que fica aquém e além do seu discurso: como se caracterizam os contextos locais em que esta retórica se inscreve? Quais as modalidades que essa angústia da influência alemã conheceu ou adoptou? Quais as suas realizações efectivas, em termos culturais e científicos?
Show Summary Details
Restricted access

Autores

← 310 | 311 → Autores

Extract

Jorge Freitas Branco. Doutoramento em etnologia, Universidade de Mainz. Professor de antropologia social no ISCTE-IUL, Instituto Universitário de Lisboa e investigador no CRIA-IUL. Áreas de pesquisa: materialidades, representações da técnica, história da antropologia, folclorização, culturas da laicidade, sociedades insulares. Incidências geográficas: Europa (Portugal, Alemanha), América do Sul (Colômbia, Brasil). Publicação mais recente: Visões do Técnico, no Centenário 1911–2011, org., 2013 [em linha: https://repositorio.iscte-iul.pt/handle/10071/4497].

António Fernando Cascais. Docente da Universidade Nova de Lisboa desde 1990. Doutor (2000) e Mestre (1987) em Ciências da Comunicação pela UNL. Investigador do Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens. Organizou os nºs 38 – «Mediação dos Saberes» (2007), 19 – «Michel Foucault. Uma Analítica da Experiência» (1994) e 33 – «Corpo, Técnica, Subjectividades» (2004) da Revista de Comunicação e Linguagens. Organizou, entre outros, os livros: Olhares sobre a cultura visual da Medicina em Portugal (Unileya, 2014), Indisciplinar a teoria (Fenda, 2004), AAVV, A sida por um fio (Vega, 1997), Hans Jonas, Técnica, Medicina e Ética (Vega, 1994). É membro fundador da SOPCOM e da European Association of Global Bioethics (Bruxelas). Tem cerca de uma centena e meia de publicações científicas e comunicações em congressos nacionais e internacionais. Investigador responsável dos projectos Modelos e Práticas de Comunicação da Ciência em Portugal (2005–2008) e História da Cultura Visual da Medicina em Portugal (2010–2013)...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.