Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos (1752–1754). (Re)visitando o “Manuscrito de Coimbra”: primeiro espectador ibérico

Extract

Collecçam dos Papeis Anonymos (1752–1754).

(Re)visitando o “Manuscrito de Coimbra”: primeiro espectador ibérico

Hans Fernández / Pascal Striedner

…a Klaus-Dieter Ertler

pelo seu aniversário de 65 anos…

1. Introdução

O jornal que apresentamos em seguida constitui a primeira manifestação do gênero espectatorial surgida na península ibérica (Piwnik 1979b), que permaneceu praticamente esquecido pela investigação e que nos esforçamos para recuperar cientificamente nos últimos anos (Fernández 2016, Striedner 2018). A seguir situamos o texto e damo-lo a conhecer em edição diplomática, conservando sua ortografia e pontuação originais, como fonte para futuras investigações filológicas e históricas. Reinscrevemos e resituamos o jornal no âmbito das atuais investigações sobre o gênero spectator, para o qual o recontextualizamos com a finalidade de colocá-lo à disposição da comunidade científica tal como foi publicado.

Utilizamos o nome com o qual suas coleções foram organizadas, isto é, consideramos não o título com que apareceu cada um de seus números (como fez Piwnik), mas sim o valor e o sentido global e de unidade que o autor ou editor posterior outorgou à obra no seu conjunto. Assim, se cada número apareceu — segundo o texto indica, embora não contenha datas — semanalmente com o título de O Anonymo, logo depois suas coleções foram organizadas e posteriormente arquivadas...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.