Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Dos meyos de enriquecer, e da industria, que a necessidade dà aos homens.

Extract



P Or não faltar o que prometi, venho cumprir a obrigaҫão em que me puz de não deixar os meus amigos sem o seu papelinho em que gastem por conta da sua curiosidade huma porção de tempo; o que posso fazer he não ser muito enfadonho. Para assumpto deste Discurso encontrei este lugar de Persio.

— — Magister artis ingeniique largitor Venter.

Pers. Sat. Prol. vers. II.

Que quer dizer: Que a fome he a que ensina as boas artes, e que dà o Espirito, e facilita o engenho. E sobre este pè não cahe mal dizer alguma cousa sobre os meyos, que pódem conduzir para hum homem ser rico, e que ordinariamente a necessidade applica aos [10] homens a ser industriosos para as artes, e sciencias, com que se augmenta o esplendor de huma Republica.

Queixa-se Luciano dos Filosofos do seu tempo, que não podião concordar se as riquezas erão hum verdadeiro bem: as feitas mais severas o negavão fortemente, ao mesmo tempo, que outras o affirmàrão com igual ardor, e efficacia.

Facilmente me inclino a crer, que à porporção que o mundo se fez mais polido, se desprezou a opinião daquelles Filosofos rigidos, e não ha presentemente pessoa alguma, que não confesse, que o possuir hum bom cabedal, he acompanhado de grandes conveniencias.

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.