Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Da Hyporcesia, e os meyos para se conhecer cada hum a si mesmo

Extract



C Ansado de ouvir disparates em huma grande conversasam de ignorantes, em que por dezastre me achei, ainda que muitos entendem que nesta qualidade nam deixo de fazer avultar o seu partido, busquei outro rumo, e andei de porta em porta espreitando aonde me poderia introduzir, que achasse algum alivio ao meu fatigado espirito. Corri boa parte das ruas principaes, algumas travessas mais proximas a ellas, e alguns lugares mais publi-[98]cos, e nem pelo rasto dei com parte aonde se fizesse alguma Assemblea donde se discoresse sobre couza util, e que servisse de alguma instrucçam para a vida civil. Tudo era contar factos sucedidos, que mais se deviam encomendar ao esquecimento, do que à memoria; principalmente quando dizem respeito ao credito, e reputaçaõ do proximo: referir patranhas sem pés, nem cabeça; levantar testemunhos falços mais pezados que as mós de huma fabrica da polvora, e outras couzas de similhante natureza, em que se perdia o tempo, e nada se lucrava. Mas por ultimo lá fui dar em huma pequena rua de poucos moradores, e como nam ouvi muita falacia, antes tudo estava em pacifico socego, logo disse com os meus botoens; se naõ engano neste citio de que se faz tam pouco cazo alguma cousa heide descobrir que sirva ao meu intento; porque gente que fala tam pouco nam deixa de se empregar em utilidade do commum; mas como estam estes homens parte aonde muitos os vejam, nem podem lembrar porque...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.