Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Da Sabedoria.

Extract



H UMA das couzas que mais provoca ao rizo, e ao mesmo tempo inspira a reflexaõ, he ver, e observar certos genios, que inchados pela sua vaidade, e pela força da sua propria imaginaçaõ se querem sempre distinguir como sabios, e ser escutados como oraculos, porque se persuadem que cada [22] palavra que proferem he huma sentença, e que cada discurso que fazem he huma quinta essencia do mais solido, e mais dilatado raciocinio. Algumas vezes que me encontro com hum destes espiritos, assim que aparece nunca o perco de vista, para examinar com attensam, atè donde chegam os effeitos da sua vaidosa prezumpçaõ e quasi sempre reparo em que comprimenta poucos, fala só com alguns, e quasi sobre posse, e immediatamente busca o melhor lugar, que de ordinario he entre as Damas, que como mais credulas lhe formam hum vistozo auditorio, e logo principia a espalhar entre aquella agradavel tropa de parciaes, hum numero infinito de Decizoens, repartindo como por favor o ouro das suas palavras. Hum destes genios bem pode ser rico, bem instruido; e cheyo daquellas prendas que adquiridas pelo estudo, e pelo exercicio fazem hum homem civil, mas de ordinario se acham nelle tam arruinados estes principios da boa educaçaõ pela vaidade que concebe da sua grande sabedoria, que parecem mortos em hum corpo vivo, ou que sòmente os contempla a imaginaçaõ comopassados no immovel simulacro da vaidade, e he pena que entendo acompanha hum destes, na...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.