Show Less
Restricted access

Collecçam dos Papeis Anonymos

Editada por Hans Fernández e Pascal Striedner

Series:

Bento Morganti

Edited By Hans Fernández and Pascal Striedner

A Collecçam dos Papeis Anonymos constitui o primeiro texto do gênero spectator aparecido na península ibérica. Atribuída ao religioso Bento Morganti, a obra circulou na cidade de Lisboa — num contexto marcado pela Censura e Inquisição — em forma de folhas volantes entre os anos de 1752 e 1754. Ao longo de quatro coleções e 44 números, sua instância narrativa reflete com base em um pensamento próprio do Iluminismo sobre a necessidade de transformar a sociedade portuguesa, especialmente por meio da educação, com a finalidade de levá-la ao nível das mais avançadas da Europa.

A presente edição diplomática dá a conhecer o «Manuscrito de Coimbra» e tenta contribuir para a pesquisa dos spectators em Portugal.

Show Summary Details
Restricted access

Da Sobriedade, e Temperança.

Extract



C Omo na folha antecedente, parece que de alguma sorte defendi as demazias, e excessos que se practicam no tempo prezente, me pareceo justo mostrar aos meus leitores, que nem por isto perco de vista sobriedade, e temperança; e que assim como emalguma occaziaõ se podem patrocinar certas irregularidades, em nenhum tempo se deve deixar de recomendar serem os homens sobrios, e temperados, para cumprirem as obrigaçoens da natureza, e as da sociedade civil. Se o tempo pelo abuzo, e corrupçaõ faz nacer algumas dezordens, todo o tempo he proprio para se aconselhar a emmenda. Passe por graça o passado, porque agora pertendo falar de veras, mostrando a razaõ porque devemos evitar todos os excessos, e practicar a sobriedade, e temperança, aplicando nos ao exercicio, e pratica desta virtude, em que consiste huma boa parte das felicidades da vida.

[46] Naõ ha coiza mais propria para inspirar esta virtude, como he a vista das indecentes dezordens que produz a intemperança. Para mover os animos dos mancebos Lacedemonios, para a pratica da sobriedade, e temperança, se lhe offereciam aos olhos alguns Escravos, que muito de prepozito, e expressamente mandavam embebedar, para com este espectaculo lhe reprezentarem, como em hum quadro, muito ao vivo, e fielmente o injuriozo desprezo de que he sempre acompanhada a demazia de beber, e isto cauzava ordinariamente huma impressam muito forte nos espiritos daquelles mancebos, produzindo nelles hum horror a vicio, e huma reformaçaõ neste...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.