Show Less
Restricted access

Contactos linguísticos na sequência da expansão portuguesa

Series:

Edited By Gerda Haßler and Barbara Schäfer-Prieß

Como povo marítimo que no século XV iniciou a expansão atlântica europeia, os portugueses entraram cedo em contacto com muitas culturas e línguas diferentes. O contacto entre as línguas fez surgir variações, o que atualmente se traduz numa polifonia no espaço linguístico lusófono e em cujo desenvolvimento ocorreram vários processos de transformação.

Show Summary Details
Restricted access

Os De institvtione grammatica libri tres do gramático português Manuel Álvares (1526–1583) e a emergência de tradições textuais divergentes na Europa quinhentista (Rolf Kemmler)

Extract

Rolf Kemmler*

Os De institvtione grammatica libri tres do gramático português Manuel Álvares (1526–1583) e a emergência de tradições textuais divergentes na Europa quinhentista1

Abstract: Following the first edition of the ‘ars maior’ of Manuel Álvares’ De institvtione grammatica libri tres (Lisbon, 1572), the text tradition of the author’s metalinguistic works was completed by the 1573 pupil’s manual or ‘ars minor’. After this beginning of an unparalleled editorial history among Latin grammars, many hundreds of editions followed since – while both the total number of editions and what would be the stemma editionum remain unknown. In the context of ongoing bibliographic research, the present paper offers an outlook on the beginnings of Alvaresian grammar in late 16th century Europe by means of a presentation of how the grammars’ national text traditions emerged in 16th century Czech, French, German, Italian, Lithuanian, Polish and Spanish editions.

Keywords: History of the Language Sciences; Manuel Álvares; Latin grammar; 16th century; Jesuits.

Resumo: Seguindo a primeira edição da ‘ars maior’ dos De institvtione grammatica libri tres de Manuel Álvares (Lisboa 1572), a tradição textual das obras metalinguísticas do autor foi completada pelo manual dos alunos de 1573 ou ‘ars minor’. Depois deste início de uma história editorial inigualada entre as gramáticas latinas, muitas centenas de edições se seguiram – ainda que o número total ←153 | 154→de edições assim como o que seria o stemma...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.