Show Less
Restricted access

Espaços, tempos e vozes da tradução

Entre literaturas e culturas de língua portuguesa e língua alemã

Series:

Edited By Kathrin Sartingen and Susana Kampff Lages

A tradução é tanto um recurso indispensável à sobrevivência, quanto o fundamento de novos mundos, materiais e imateriais. A dimensão ontológica e fenomenológica da tradução é desdobrada nos ensaios reunidos neste livro por pesquisadores dedicados à prática da tradução para dela extrair consequências teórico- críticas. Os textos aqui reunidos focalizam traduções intermediais, entre lugares físicos e figurados e entre línguas. Num mundo globalizado, onde novas mídias e linguagens surgem a todo instante, traduzir não só línguas mas também universos culturais complexos é tarefa a ser sempre de novo reproposta. É essa faceta da tradução que os textos desta coletânea apresentam a partir de uma renovada perspectiva que atualiza teorizações clássicas. A dimensão criativa e inventiva da tradução é mais uma vez lembrada e aqui apresentada como indispensável à superação dos desafios a vir.

Show Summary Details
Restricted access

Exílio e exotismo:: Sob céus estranhos, de Ilse Losa e Daniel Blaufuks (Luis S. Krausz)

Extract

Luis S. Krausz

Ambientado em Portugal em 1948, ano em que já havia terminado a guerra na Europa, Sob céus estranhos, da escritora alemã refugiada em Portugal Ilse Losa, publicado em 1962, conta-nos a história de Josef Berger, refugiado alemão que se radica na cidade do Porto, onde acaba por casar-se com uma portuguesa, Tereza.

Trata-se de um romance que poderia ser considerado como pertencente ao gênero do romance do estranhamento, ou Entfremdungsroman. O que se quer dizer com este termo é uma espécie de contraponto, em negativo, ao gênero clássico alemão do Bildungsroman ou romance de formação.

O romance do estranhamento surge na Europa de língua alemã com Heinrich von Kleist (1777–1811) e Georg Büchner (1813–1837), autores oitocentistas que lançaram as bases estéticas de uma arte voltada para a representação e para a investigação dos abismos que separam o homem da sociedade em que vive, ao mesmo tempo que denunciaram a opressão e a tirania que estão por detrás das estruturas sociais autoritárias, enfatizando a incompatibilidade entre as demandas impostas por hierarquias sociais rígidas e injustas e as aspirações de indivíduos que passam, então, a ser vitimizados e destruídos por essas sociedades. Face ao surgimento dos totalitarismos do século XX, esse gênero evidentemente ganha importância destacada numa literatura em que as contingências e os...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.