Show Less
Restricted access

Queering Paradigms IVa

Insurgências «queer» ao Sul do equador

Series:

Elizabeth Sara Lewis, Rodrigo Borba, Branca Falabella Fabrício and Diana de Souza Pinto

Queering Paradigms IVa: Insurgências queer ao Sul do equador, junto com o volume Queering Paradigms IV: South-North Dialogues on Queer Epistemologies, Embodiments and Activisms (Lewis et al. 2014), divulga de forma multilíngue pesquisas apresentadas no 4° Congresso Internacional Queering Paradigms (QP4), sediado no Rio de Janeiro, Brasil. Ambos os volumes compartilham o objetivo de analisar o status quo e os desafios para o futuro dos Estudos Queer a partir de uma perspectiva inter/multidisciplinar, concentrando-se sobre as relações entre os eixos Sul-Norte. O presente livro oferece capítulos escritos em português e espanhol, línguas subalternas na academia global, visando a privilegiar vozes e conhecimentos do Sul. Os trabalhos reunidos neste volume insurgem contra a colonização epistemológica dos corpos que habitam o Sul global e apontam para os problemas que surgem quando a(s) Teoria(s) Queer do Norte são aplicadas sem adaptação a outros contextos. Além de violências epistemológicas, a falta de atenção ao que acontece ao sul do equador pode levar a uma paralização do debate queer. O convite que esses capítulos fazem é um desafio a olhar para onde não se costuma olhar e ouvir as vozes que não se costuma ouvir, de forma a devolver ao queer seu potencial de contestação.

Queering Paradigms IVa: Insurgências queer ao Sul do equador, junto con el tomo Queering Paradigms IV: South-North Dialogues on Queer Epistemologies, Embodiments and Activisms (Lewis et al. 2014), difunde de forma multilingüe algunas de las investigaciones presentadas en el 4º Congreso Internacional Queering Paradigms (QP4), en Río de Janeiro, Brasil. Ambos tomos comparten el objetivo de analizar el estado actual y los desafíos para el futuro de los Estudios Queer desde una perspectiva inter/multidisciplinaria, concentrándose sobre las relaciones entre el eje Sur-Norte. El presente libro ofrece capítulos escritos en portugués y español, lenguas subalternas en la academia global, con la pretensión de privilegiar voces y conocimientos del Sur. Los trabajos reunidos en este tomo se insurgen contra la colonización epistemológica de los cuerpos que habitan el Sur global y apuntan a los problemas que surgen cuando la(s) Teoría(s) Queer del Norte son aplicadas sin adaptación a otros contextos. Además de las violencias epistemológicas, la falta de atención a lo que acontece al sur del Ecuador puede llevar a una paralización del debate queer. La propuesta de estos capítulos es un desafío a mirar para dónde no se suele mirar y a escuchar las voces que no se suelen escuchar, para devolverle al queer su potencial de contestación.

Elizabeth Sara Lewis é professora de Linguística, Língua Portuguesa, Produção Textual e Ensino na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Seus interesses de pesquisa incluem linguística queer, identidade, performatividade e desigualdade social.

Rodrigo Borba é professor de Língua Inglesa e Linguística Aplicada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Seus interesses de pesquisa incluem linguagem, discurso, gênero e sexualidade e linguística queer.

Branca Falabella Fabrício é professora de Língua Inglesa e Linguística Aplicada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua pesquisa cria interfaces entre letramentos queer, sociolinguística e trajetórias de textos na internet.

Diana de Souza Pinto é pesquisadora e professora do Programa de Pós-graduação em Memória Social na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Sua pesquisa atual se concentra sobre o desenvolvimento de uma abordagem interdisciplinar ao estudo do discurso de pessoas internadas em hospitais psiquiátricos e prisões.