Show Less
Restricted access

Marcadores discursivos. O português como referência contrastiva

Series:

Edited By Isabel Margarida Duarte and Rogelio Ponce de León

Marcadores discursivos. O português como referência contrastive reúne um conjunto de estudos que analisam marcadores discursivos do português europeu em confronto com outras línguas. A base de referência são corpora, traduções e outros recursos linguísticos relevantes. Os trabalhos incluídos no presente volume mostram a importância crucial da perspetiva contrastiva na análise dos marcadores discursivos, para a tradução, o ensino de línguas estrangeiras e a descrição linguística em geral. A relevância do livro advém de colocar os marcadores discursivos do português como centro da reflexão e da análise contrastiva. Saliente-se a variedade de pontos de vista teóricos, de discursos nos quais se analisam os marcadores, de línguas cujos marcadores são confrontados com os do português europeu.

This volume contains a bilingual introduction and an English summary for every contribution.

Discourse Markers. Portuguese as a contrastive reference brings together a set of studies that analyze discourse markers of European Portuguese in comparison with other languages. The analysis is based on corpora, translations and other relevant linguistic resources. The works included in this volume show the crucial importance of the contrastive perspective in the analysis of discourse markers, for translation, teaching foreign languages and linguistic description in general. The relevance of the book comes from placing Portuguese discourse markers as the center of reflection and contrastive analysis. We highlight the variety of theoretical points of view, of discourses in which the markers are analyzed, of languages whose markers are compared with those of European Portuguese.

Show Summary Details
Restricted access

Contributo para o estudo das construções é Adj que X como marcadores argumentativos (Alexandra Guedes Pinto / Sónia Valente Rodrigues)

Extract

Alexandra Guedes Pinto e Sónia Valente Rodrigues

Resumo: Neste estudo exploramos a hipótese de construções linguísticas com o formato é Adj que X (é evidente que x) funcionarem nos textos como marcadores argumentativos, que assinalam tipos de argumentos, movimentos argumentativos ou outras estratégias da argumentação. Com esta proposta, baseada em estudos anteriores sobre a argumentação e os seus sinais linguísticos, visamos contribuir para o alargamento das classes de marcadores argumentativos para além dos conetores considerados como mais clássicos nos estudos linguísticos sobre argumentação, nomeadamente, em pedagogia, nos estudos retóricos e no processamento da argumentação em linguagem natural. Utilizamos como corpus um conjunto de artigos de opinião da imprensa escrita portuguesa, compilados entre os anos de 2010 e 2018, de onde procedemos ao levantamento e análise das construções em estudo. A análise permitirá confirmar que, quando um segmento de texto surge encabeçado por estas estruturas de enquadramento proposicional, existe uma focalização sobre o posicionamento do enunciador quanto àquilo que diz, que, podendo oscilar entre uma modalização epistémica, evidencial, deôntica ou de natureza mais avaliativa, assinala sempre uma dada orientação argumentativa que nos propomos descrever com maior detalhe.

Palavras-chave: argumentação; marcadores argumentativos; construções é Adj que X; orientação argumentativa; movimentos argumentativos.

Abstract: In this study we explore the hypothesis that linguistic constructions with the format it is Adj that X (It is...

You are not authenticated to view the full text of this chapter or article.

This site requires a subscription or purchase to access the full text of books or journals.

Do you have any questions? Contact us.

Or login to access all content.